CIRCUITO TRAIL DO RIBATEJO REGULAMENTO 2024/2025 

1. Apresentação do Circuito  

O Circuito de Trail do Ribatejo (CTR) será realizado durante a época de 2024/2025, sendo constituído por 12 provas de Trail Running realizadas no distrito de Santarém e destinando-se a atletas maiores de 18 anos inclusive. 

CALENDÁRIO DE PROVAS: 

A indicar oportunamente quando definido o calendário

As datas poderão ser alteradas pelas organizações, não tendo a Direção do Circuito qualquer responsabilidade pelas alterações. Porém, não podem coincidir com as datas de outros eventos do Circuito ou estarem espaçadas com menos de 6 dias de diferença. 

2. Objetivos  

2.1 – Dar a conhecer a Região do Ribatejo, incentivando à participação dos atletas nas várias provas do Circuito;  

2.2 – Promover um Circuito de provas com distâncias variáveis para atletas de Trail; ​ 

2.3 – Criar oportunidades para prática desportiva e de competição saudável;  

2.4 – Contribuir para uma melhor qualidade de vida, de saúde e aumentar a autoconfiança e autoestima;  

2.5 – Possibilitar a prática desportiva, sem qualquer impacto ambiental;  

2.6 – Despertar o interesse pela preservação do meio ambiente, só deixando as pegadas, apagadas pelo tempo;  

2.7 – Promover o associativismo, apoiar e incentivar o trabalho das entidades que organizam as provas;  

2.8 – Convívio e novas amizades entre os atletas. 

3. Características 

3.1 – O Circuito é composto por Trail Longo e Trail Curto; 

3.2 – Cada prova contribui para o Circuito com a sua classificação geral, por escalão e por equipas;  

3.2 – As Organizações que contam para o Circuito são independentes e autónomas de todas as restantes provas; 

3.3 – Em eventos com mais de uma distância competitiva, contam 2 provas a anunciar pelas organizações para a classificação do Circuito de Trail do Ribatejo, sendo que a prova mais Curta não poderá ter menos de 15km e a mais Longa, até à distância máxima de 45km, A mais Longa contará para o Circuito Longo e a outra oportunamente anunciada, conta para a tabela classificativa do Circuito Curto, com as devidas adaptações enumeradas na Secção “Pontuações“. 

4. Compromisso da Direção do Circuito  

4.1 – A Direção atualiza as tabelas da classificação do CTR – Circuito de Trail do Ribatejo;  

4.2 – O Circuito baseia-se numa classificação anual que começa a partir de 1 de outubro do ano 2024 e termina no dia 30 de setembro do ano 2025;  

4.3 – A classificação é individual (geral e por escalão) e por equipas;  

4.4 – A classificação de cada prova sairá assim que possível e é da responsabilidade de cada prova comunicá-la 3 dias após a prova; 

4.5 – A classificação de uma prova é da inteira responsabilidade da própria prova, sendo esta, a responsável por fazer cumprir o seu próprio regulamento. O CTR, limita-se a publicar as tabelas de classificação enviadas pela Direção de prova; 

4.6 – As reclamações por parte dos atletas, devem ser reportadas à prova em que participaram o mais rápido possível e respeitando o período em que o pode fazer; 

4.7 – A partir do momento em que o CTR lança as classificações, os atletas têm 5 dias para as poderem reclamar para o e-mail classificacoes@circuitotrailribatejo.pt

4.8 – Se houver reclamações, fora do período de reclamações, o CTR vai analisar a situação e decidir se corrige a situação; 

4.9 – O CTR mediante análise e pela verdade desportiva, poderá alterar as classificações se for detetada falha que seja responsabilidade do CTR. Se a falha detetada for da responsabilidade do atleta, o CTR não irá corrigir. Se a falha for da parte da prova, a reclamação deverá ser direcionada à prova e não ao CTR. Mediante a decisão da prova sobre a reclamação o CTR irá analisar se corrige ou não; 

5. Inscrições 

5.1 – Para cada uma das provas do Circuito, as inscrições são da responsabilidade da Organização de cada uma das provas;  

5.2 – Cada atleta ao inscrever-se, individualmente ou coletivamente, deverá manter os dados durante todas as provas do Circuito, sendo responsável pelo seu preenchimento corretamente. Se não o fizer poderá ser desclassificado caso a Direção assim o entender;  

5.3 – A idade de cada atleta no dia 30 de setembro de 2025 define o seu escalão, durante toda a época desportiva; 

5.4 – São considerados inscritos no Circuito todos os atletas que participem em qualquer uma das provas pontuáveis, sem qualquer custo adicional para o atleta ou equipa;  

​5.5 – Cada atleta apenas poderá contribuir para a obtenção de pontuação coletiva durante a época por uma única equipa, que será considerada a primeira que representar. 

Caso decida deixar de representar essa equipa durante o decorrer da época, para passar a individual ou representar uma 2ª equipa, deverá informar o CTR para o e-mail classificacoes@circuitotrailribatejo.pt, no entanto permanecerá como individual até final da época desportiva.  

5.6 – O atleta é identificado pelo CTR através do seu número do Cartão do Cidadão, por isso, é da inteira responsabilidade do atleta que no ato da inscrição os seus dados estejam corretos; 

5.7 – A data de nascimento do atleta é que define o escalão onde se insere. É um dado fundamental para as classificações ao escalão estarem corretas. 

6. Escalões 

6.1 – Femininos: 

F Juniores – 18 e 19 anos (até 25 Km) 

F Sub 23 – dos 20 aos 22 anos 

F Seniores – dos 23 aos 34 anos  

F35 – dos 35 aos 39 anos 

F40 – dos 40 aos 44 anos 

F45 – dos 45 aos 49 anos  

F50 – dos 50 aos 54 anos 

F55 – dos 55 aos 59 anos 

F60 – dos 60 aos 64 anos 

F65 – mais de 65 anos  

6.2 – Masculinos: 

M Juniores – 18 e 19 anos (até 25 Km) 

M Sub 23 – dos 20 aos 22 anos 

M Seniores – dos 23 aos 34 anos 

M35 – dos 35 aos 39 anos 

M40 – dos 40 aos 44 anos 

M45 – dos 45 aos 49 anos 

M50 – dos 50 aos 54 anos 

M55 – dos 55 aos 59 anos 

M60 – dos 60 aos 64 anos 

M65 – Mais de 65 anos   

6.3 – Equipas: 

São consideradas equipas femininas e masculinas, equipas com 3 atletas no mínimo que finalizam a prova na mesma distância. Pontuam os 3 melhores elementos (independentemente do escalão a que pertençam) em cada distância das provas pontuáveis para o Circuito.  

7. Acreditação do CTR 

7.1 Todas as provas que compõem o Circuito são certificadas pela ATRP; 

8. Classificação dos atletas 

8.1 – Para a classificação no Circuito, os atletas deverão finalizar 7 provas do Circuito Curto ou do Circuito Longo.  

8.2 – No final, serão contabilizadas as melhores 7 provas. Se o atleta tiver feito mais que 7 provas, serão descontadas as provas com menor classificação à Geral e ao Escalão;  

​8.3 – Em cada prova pontuam todos os atletas, contribuindo a pontuação de cada atleta para o seu posicionamento na geral feminina ou masculina (consoante os casos) e respetivos escalões;  

8.4 – Considera-se Finalista, todo o atleta que terminar no mínimo 7 provas das 12 possíveis. 

8.5 – Considera-se Totalista, todo o atleta que terminar no mínimo 11 provas das 12 possíveis. 

9. Classificação das Equipas  

9.1 – Para a Classificação Feminina e Masculina, em cada prova, constam os 3 melhores atletas de cada equipa, na classificação geral, independentemente do escalão a que pertençam;  

        9.1.1 – Por “prova” entende-se a mesma distância. Ou seja, cada distância competitiva do evento é uma prova diferente. Para pontuar coletivamente, cada equipa terá de classificar 3 (três) atletas na mesma distância e mesmo sexo; 

9.2 – A classificação obtida na classificação geral equivale ao número de pontos de cada atleta, vencendo a equipa que somar menos pontos; 

9.3 – Em caso de igualdade pontual, a equipa que fechar primeiro será a melhor classificada; 

9.4 – Para ser considerada Finalista do Circuito de Trail do Ribatejo, cada equipa terá de participar e classificar-se em 7 provas; 

9.5 – Para a classificação final constam as melhores pontuações de cada equipa. Caso a equipa participe em mais de 7 provas, serão excluídas as pontuações mais baixas. 

10. Pontuações  

10.1 – Por cada prova do Circuito de Trail do Ribatejo serão atribuídos pontos pela Classificação Geral Feminina e Masculina, Classificação por equipas Feminina e Masculina e por Escalões; 

10.2 – As classificações serão definitivas após o período de reclamação previsto nos regulamentos de cada prova, sendo estas da responsabilidade da Organização dos mesmos; 

​10.3 – As pontuações individuais e coletivas serão atribuídas mediantes as regras presentes na Secção “Pontuações“, que constam no sítio do Circuito de Trail do Ribatejo (https://circuitotrailribatejo.pt/); 

10.4 – Os atletas e as equipas têm 5 dias para reclamar a sua pontuação/classificação, após a publicação dos resultados no sítio do CTR. 

11.  Desempate entre atletas 

11.1 – Em caso de empate tem vantagem o atleta com mais participações em provas do Circuito; 

11.2 – Continuando o empate a vantagem vai para os melhores resultados; 

11.3 – Persistindo o empate, o critério de desempate será os segundos melhores resultados, terceiros, quartos, etc…;  

11.4 – Caso não se consiga desfazer o empate até 50% das provas, a vantagem vai para o atleta mais velho, podendo-se recorrer ao dia em que fazem anos. 

12.  Desempate classificativo entre equipas 

12.1 – Em caso de empate tem vantagem a equipa com mais participações em provas do Circuito; 

​12.2 – Continuando o empate a vantagem vai para os melhores resultados coletivos;  

12.3 – Persistindo o empate, o critério de desempate será os segundos melhores resultados, terceiros, quartos, etc…;   

12.4 – Caso continue o empate a vantagem vai para a equipa que, na classificação geral individual (feminina ou masculina), tiver o atleta melhor classificado. 

13.  Atualização da classificação 

13.1 – A atualização da classificação geral, escalões e equipas, está a cargo da Direção do Circuito, que terá a obrigatoriedade de atualizar e divulgar as tabelas classificativas;  

13.2 – O Circuito tem página na Internet onde coloca toda a informação relativa ao mesmo e às provas que o integram, bem como as tabelas classificativas.  

14. Prémios 

14.1 Todos os atletas que se classifiquem em 7 provas é considerado FINALISTA* tendo direito a um prémio “finisher”. As 7 provas terão de ser no mesmo Circuito, ou Curto ou Longo;  

14.2 Todos os atletas que concluam 11 provas é considerado TOTALISTA** tendo direito a um prémio “finisher totalista”. Para este prémio contam todas as provas que o atleta concluiu dos dois Circuitos, o Longo e o Curto. 

Exemplo: Um atleta que concluiu 7 provas do Trail Longo e 4 provas do Trail Curto, num total de 11 provas, será considerado TOTALISTA; 

14.2 – Os vencedores da geral feminina e masculina serão proclamados “Campeões do Circuito”

14.3 – A equipa vencedora será proclamada “Campeã do Circuito”

14.4 – Todos os pódios da GERAL do Circuito Curto e do Circuito Longo terão direito a um prémio monetário (Prize Money***) e um troféu; 

14.5 – Todos os pódios de ESCALÃO do Circuito Curto e do Circuito Longo terão direito a um troféu; 

14.6 – Todos os pódios da GERAL por EQUIPAS do Circuito Curto e do Circuito Longo terão direito aos seguintes prémios: 

 – Equipa Feminina (Trail Curto e Trail Longo) 

Prémios a anunciar oportunamente

– Equipa Masculina (Trail Curto e Trail Longo) 

Prémios a anunciar oportunamente

**** em data e local a acordar 

14.7 – Poderão ser distribuídos por sorteio outros prémios que a Direção do Circuito consiga angariar. 

***Prize Money – Será atribuído exclusivamente aos vencedores da GERAL do Trail Longo e Trail Curto um prémio monetário, apresentado na tabela abaixo. 

PRIZE MONEY  
 
Vencedores da geral M/F Trail Longo Trail Curto  
1º Lugar A anunciarA anunciar 
2º Lugar A anunciarA anunciar  
3º Lugar A anunciar A anunciar 

*Prémio Finisher FINALISTAA anunciar                       

**Prémio Finisher TOTALISTAA anunciar

Todos os atletas que concluam as 11 provas receberão os prémios FINALISTA e TOTALISTA cumulativamente. 

15.  Omissões  

Os casos omissos neste Regulamento serão resolvidos soberanamente pela Direção do Circuito.  

CTR, 1 de setembro de 2024